sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Na reportagem especial da TVT, confira opiniões e análises sobre como trazer a paz aos judeus e árabes.

Israel não aceita cessar-fogo e massacre continua



 




REFLEXÃO DO DIA (Movimentos sociais e a luta eleitoral no Brasil)

 

A disputa político-eleitoral em curso no País não é um fato isolado das lutas do povo brasileiro, nem terreno exclusivo dos candidatos e partidos. Tem tudo a ver com os movimentos sociais.

Na história recente, os grandes embates dos movimentos populares tiveram como eixo a luta pela democracia, por direitos sociais e em defesa da soberania nacional. Com o fim da ditadura militar e a promulgação da Carta Magna em 1988, os primeiros governos eleitos sob o novo sistema democrático não atuaram no sentido de garantir essas conquistas. No fim dos anos 1980 e em toda a década de 1990, a partir do governo Collor, e principalmente durante os dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso, as reformas neoliberais atacaram os direitos do povo e massacraram os movimentos sociais.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Luciana Santos: Que país queremos ter a partir do dia 5 de outubro?

 

 
 
 

 

Deputada federal pelo PCdoB de Pernambuco e candidata à reeleição em outubro, Luciana Santos tem a convicção de que é preciso avançar nas mudanças ocorridas nos últimos anos em Pernambuco e no Brasil e, para isso, é necessário que o povo eleja nas próximas eleições representantes que estejam comprometidos com o progresso do estado e do país. 



Leia abaixo o pronunciamento de Luciana (6510) na Plenária do Recife, de apoio a sua candidatura e a de Marcelino Granja (65100), que disputa uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado. Mais de 700 pessoas participaram do encontro realizado segunda-feira (28).

O jeito diferente de fazer política

"Estamos dando a largada para essa etapa de 70 dias até o dia 5 de outubro e é importante nós termos a dimensão da batalha a enfrentar, das metas que temos de estabelecer. De fato, são 70 dias de um debate de ideias intenso, de um debate sobre o país e sobre Pernambuco, de um debate sobre os brasileiros e sobre que país nós vamos ser a partir do dia 5 de outubro.

Essa batalha eleitoral tem uma dimensão estratégica, que diz respeito a vida de cada um e de cada uma no dia seguinte às eleições. Porque nós vivemos em um ambiente em que a política é muito negada. É negada pelos meios de comunicação e por todas as forças políticas que querem fazer da política apenas um instrumento de barganha e de enriquecimento. Mas, nós que somos militantes, que temos uma causa, que acreditamos que o país tem jeito, que temos convicção de que Pernambuco tem jeito, que os municípios deste país podem se desenvolver, que as cidades podem ser mais humanas, nós agimos na política de maneira diferente. 

Ulisses Guimarães dizia mais ou menos assim: "O voto é tudo ou nada. Ou nós conquistamos a democracia e agimos na política como atores e sujeitos do processo histórico para transformar a realidade ou nós seremos vítimas desse mesmo processo histórico como vassalos". E penso que aqui nesta noite nós estamos reunindo os melhores homens e mulheres do Recife, que acompanham o dia a dia, que são militantes, militantes do saneamento básico, militantes da habitação popular, militantes para que nós tenhamos um transporte de qualidade, militantes da causa pela segurança pública e da inclusão social, de uma melhor qualidade nas escolas, de uma saúde que possa ser cada vez mais universalizada, democrática e de qualidade.



Novo momento na política brasileira

Aqui cada um e cada uma de vocês tem uma história diferente para contar. Marcelino destacou bem em seu discurso. Nós aqui somos frutos de um processo de luta de muitas gerações que lutaram pela liberdade e pela democracia e não podemos cair nesse desencanto que pregam aqueles que querem evitar que o povo continue em sua marcha de progresso e mudanças. A esses interessa que o povo esteja fora do debate político, a esses interessa que as pessoas fiquem céticas, desanimadas, com a eleição. Nós, ao contrário, somos militantes porque temos a perspectiva de construir um novo mundo juntos, que para nós é a construção do socialismo no Brasil.

Um país que, da vitória de Lula para cá, vive um momento novo na política brasileira. Nós costumamos dizer que o país deu vários saltos civilizacionais. Nós passamos 300 anos de escravatura, mas nós conquistamos a República e até a República nós tivemos uma grande mudança na vida do povo brasileiro, que nós situamos como um grande salto civilizacional. Depois nós tivemos a industrialização brasileira, no final da década de 1940/1950, que foi um novo salto civilizacional do país. Mais recentemente, nós tivemos a vitória do Brasil representada pelo ciclo político iniciado com Lula e depois com Dilma. 

Avanço x retrocesso. A polarização necessária


Luciana e Marcelino (centro) ladeados por Antonieta Trindade (esq.), Irene Freire e Cida Pedrosa (dir.) 

Hoje o grande debate que está em curso e vai culminar com as eleições de 5 de outubro é, inegavelmente, o debate sobre o projeto de Estado nacional. É nas eleições deste ano que nós vamos nos confrontar com a polarização que, independentemente, da nossa vontade está se desenhando, que é: Nós vamos caminhar para o retrocesso representado pela candidatura de Aécio Neves, que representa o passado, que representa a agenda que FHC implantou no país, ou nós vamos aprofundar as mudanças com a presidenta Dilma? É essa a polarização que está se desenhando. 

Pode ser que não seja assim. Temos um candidato a presidente da República em Pernambuco, nosso querido governador Eduardo Campos, mas a tendência é essa polarização e nós precisamos nos posicionar nesse debate sobre que Estado nacional nós queremos. Nem o Estado máximo que se fala, nem o Estado mínimo como foi na época de Fernando Henrique Cardoso. O que nós queremos é o Estado necessário, que faça valer os avanços da população.

Nos último anos, nós iniciamos o processo de interiorização, de enfrentamento da regionalização do país, do crescimento econômico, da inclusão social. Hoje são 12 milhões de brasileiros com as carteiras de trabalho assinadas. Eu me lembro bem de quando nós estávamos nas ruas, de que antes de Lula nós lutávamos por um salário mínimo de US$ 100, e hoje nós temos um salário mínimo de US$ 300, o que representa uma conquista muito importante para a vida do povo brasileiro. E foi o salário mínimo, o microcrédito, o Bolsa Família, que consolidaram um processo de inclusão social jamais visto na história brasileira.

E são essas conquistas que nós vamos difundir no dia a dia da disputa eleitoral, fazendo comparações, nós não temos medo das comparações. Mas, nós não queremos só comparar o que foi antes e o que tem sido agora. Nós queremos mais, pois sabemos que o Brasil pode mais e poder mais significa ter uma correlação de forças mais forte a favor do povo, para fazer mais rupturas e fazer rupturas significa termos força e para ter força nós temos de ter os votos.
Militância chamada à luta

Na plenária, Luciano Siqueira e Luciana 

E é por isso que nessas eleições nós precisamos de vocês, cada um e cada uma, pois a luta é dura, porque a disputa eleitoral ainda é uma disputa desigual. Por isso, nós queremos avançar nas reformas estruturais no Brasil. Precisamos ter um Estado mais democrático para poder ter uma representação política melhor. Quantos trabalhadores, quantas mulheres, quantos negros nós temos no Congresso Nacional? Poucos. Exatamente porque ainda temos uma eleição marcada pela influência, pela força do poder econômico, e a nossa disputa é no debate de ideias, no convencimento. 

É por isso que nós precisamos de vocês para que possamos participar dessas eleições desempenhando o papel que é próprio dos comunistas. Politizando, elevando o debate de ideias, ocupando as ruas, no porta a porta, nos sinais de trânsito, nos bairros, porque essa é a principal diferença das nossas candidaturas. Quem tem essa militância que está aqui, quem tem homens e mulheres conscientes? Só nós podemos fazer essa diferença. Nós podemos fazer a diferença nas ruas porque nós vamos fazer essa eleição com o coração e com a certeza de que Pernambuco e o Brasil podem ser ainda melhores. E, por isso, nas próximas eleições nós vamos votar em Dilma, presidente; Paulo Câmara, governador, Fernando Bezerra Coelho, senador. E 6510, Luciana deputada federal, e 65100 Marcelino Granja deputado estadual. Firme na luta! 

Fotos: Jan Ribeiro/Diego Galba/Maturi Comunicação

Audicéa Rodrigues
Do Recife

Silvio Caccia Bava: O verdadeiro programa da Direita no Brasil

 


Como ela ganharia a eleição prometendo privatizações, arrocho salarial e desemprego? Como os verdadeiros interesses não podem ser apresentados, o foco passa a ser o combate à corrupção, a necessidade de honestidade, o compromisso com o interesse público, a maior capacidade de gestão para aperfeiçoar o desempenho do Estado. 

Por Silvio Caccia Bava*


 O verdadeiro programa da Direita O verdadeiro programa da Direita
É um exercício de juntar as partes e buscar compreender esse discurso, que agora se torna raivoso, de uma direita que está presente no espaço público e nos estádios de futebol e já disputa as eleições, com as armas que tem.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Comitê demonstra engajamento no combate e na prevenção à tortura

 



A presidenta Dilma Rousseff afirmou, na sexta-feira (25), que o país nunca esteve tão preparado para combater e prevenir a tortura. Durante cerimônia de posse dos membros do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, no Palácio do Planalto, a presidenta ainda destacou que a data é especial e faz parte de um processo de mudança no país.


 

Caminhadas darão impulso à campanha de Dilma

 


A candidata à reeleição, Dilma Rousseff, participa de caminhada da campanha eleitoral, no próximo sábado (9), em Osasco, na região metropolitana de São Paulo, ao lado do ex-presidente Lula.


Caminhadas darão impulso à campanha de Dilma.Caminhadas darão impulso à campanha de Dilma.
Este evento marca a intensificação da militância nas ruas com agenda de caminhadas, passeatas, carreatas, panfletagens, bandeiraços e diversos outros tipos de atividades, que se estenderão do dia 9 ao dia 17 de agosto.

“Os apoiadores da campanha da presidenta Dilma terão a chance de conversar com o povo brasileiro e mostrar as conquistas dos últimos 4 anos, além de relembrar o que foi realizado nos oito anos anteriores, durante o governo Lula”, destacou o coordenador nacional da campanha nos estados, Cezar Alvarez. “É também a oportunidade de mostrar que a candidata Dilma Rousseff tem a melhor proposta para o Brasil, que continuará mudando, crescendo e distribuindo renda”, completa.

Mídia desaparece com o aeroporto presenteado à família de Aécio Neves

 


Segue, a olhos nus, pode se dizer que de forma explícita e pública, a marcha de uma bem montada operação da mídia e da oposição, para sumir com o aeroporto dos Neves do noticiário e, assim, proteger o candidato do PSDB, da mídia e dos conservadores, ao Planalto, senador Aécio Neves (PSDB/MG). Basta observar a cobertura no final de semana sobre o aeroporto construído pelo então governador de Minas, Aécio (2003-2010), com dinheiro público do Estado, no município de Cláudio (MG).


Reprodução
Aécio teme o crescimento da rejeição ao tucano (em média, em 17%, de acordo com as últimas pesquisas) depois da divulgação do Aeroporto dos Neves.Aécio teme o crescimento da rejeição ao tucano (em média, em 17%, de acordo com as últimas pesquisas) depois da divulgação do Aeroporto dos Neves.
A IstoÉ desta semana, vejam só, uma revista semanal, só deu uma frase, a do próprio Aécio – “Está tudo explicado já”. Que aliás virou bordão dele. A Veja não sonegou a informação a seus leitores, deu uma matéria de quatro páginas, mas, o foco é mostrar o Aécio vítima. Pois é… Para a revista ele é uma vítima do PT, da campanha do partido contra o tucano, principalmente, pelas acusações que circulam nas redes e na blogosfera independente.

Cúpula do Mercosul manifesta solidariedade ao povo palestino

 


A 46ª Cúpula do Mercosul, reunida em caracas nesta terça-feira (29), revelou um sentimento profundamente humano de solidariedade com o povo palestino, de exigência de cessar-fogo, de que sejam retomados os caminhos das conversações para a paz e o respeito ao direito do povo palestino a viver, a existir.


Os chefes de Estado e de Governo dos países do Mercosul, reunidos em Caracas na 46ª Cúpula do bloco instaram ao restabelecimento do diálogo que conduza a cessar permanentemente as ações militares na Faixa de Gaza, com o pleno respeito ao Direito Internacional Humanitário e a observância dos Direitos Humanos como única saída a este conflito que está causando um número importante de vítimas civis, ao tempo que respaldaram os esforços realizados pelo secretário-geral das Nações Unidas e por distintos governos para chegar a um acordo de cessar-fogo. 

Igualmente, os líderes do Mercosul instaram a um imediato levantamento do bloqueio que afeta a população de Gaza, que permita o livre trânsito de pessoas, a entrada de alimentos, medicamentos e ajuda humanitária, tanto por via terrestre como por via marítima.

Redação do Vermelho

terça-feira, 29 de julho de 2014

Renato Rabelo: Existem dois caminhos opostos para o Brasil

 



No programa Palavra do Presidente desta semana, o dirigente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, fala sobre a campanha eleitoral que já está em marcha. Para Renato, a oposição vem adotando a tática de espalhar medo e ódio para tentar deter a presidenta Dilma, que continua firme na liderança, segundo as pesquisas. Quanto ao plano econômico dos presidenciáveis, existem dois caminhos bem diversos.

De São Paulo, Eliz Brandão para a Rádio Vermelho


  
Segundo o presidente do PCdoB, a oposição vem utilizando formas e métodos para tentar amedrontar e criar até uma relação de ódio com a presidenta. O dirigente comunista lembrou ainda da campanha do ex-presidente Lula de que utilizou o slogan “A Esperança Vai Derrotar o Medo” para fazer o contra-ataque aos opositores. “Agora a oposição volta com o mesmo método, para tentar antipatizar a presidenta Dilma com os eleitores, espalhando o medo e até o ódio em determinadas camadas da população”, afirmou.

domingo, 27 de julho de 2014

NÚCLEO DIRIGENTE DO COMITÊ MUNICIPAL DO PC DO B DE TABIRA DECIDE APOIAR A CHAPA COMPLETA DO PARTIDO NA ELEIÇÃO DE 2014


O núcleo dirigente do Comitê Municipal do Partido Comunista do Brasil – PC do B – Tabira, decidiu na reunião ampliada extraordinária realizada no dia 26 de julho de 2014, orientados pelos artigos 4º, 11º, 17º, 25º e 44º do estatuto do partido que, com base nas decisões do Partido aprovadas no 13º Congresso  ocorrido em 2013, na decisão da Convenção Nacional ocorrida em 2014 e na decisão da Convenção Estadual ocorrida também neste ano,  votar e apoiar a chapa completa de candidatos do partido para a próxima eleição: A chapa completa é a seguinte:

sábado, 26 de julho de 2014

RS: Morre dirigente do PCdoB Jussara Gomes

 
Homenagem póstuma:

Jussara partiu do mundo
Desfalcando o meu partido,
Porém deixou um legado
Que não será esquecido
Dedicou a sua vida
A um mundo sem oprimido!

Por Dedé Rodrigues
 

   A dirigente do PCdoB de Caxias do Sul - RS, Jussara Tochetto Gomes, faleceu na manhã deste sábado, aos 62 anos. Ela lutava contra um câncer linfático há cerca de dois anos. Jussara era casada com o ex-vereador e presidente do PCdoB caxiense, Deo Gomes, com quem teve dois filhos, Gildo e Cleber.



 






O velório será realizado à partir das 15h no memorial São José, capela A. A cremação será amanhã às 11h, no Crematório São José, o corpo sairá às 10h da capela para o crematório. Jussara era dentista e há 27 anos coordenava o ambulatório do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região.



Relação de Ariano com o PCdoB era de afeto e cumplicidade, diz Luciano



 A política, a cultura e a arte são elementos que se entrelaçam não só na vasta produção literária de Ariano Suassuna, escritor e dramaturgo, mas em toda a trajetória de vida desse paraibano/pernambucano, que faleceu esta semana.




Nacionalista ferrenho e defensor vigoroso da cultura brasileira e nordestina pode-se dizer que Ariano manteve uma relação com a política desde seu nascimento, em 1927, filho que era do ex-governador da Paraíba, João Urbano Suassuna, assassinado no Rio de Janeiro, em 1930. 

Câmara analisa a criação de fundo para financiar a mídia independente

 




A Câmara dos Deputados analisa proposta que cria o Fundo de Desenvolvimento da Mídia Independente (FDMI), com o objetivo de financiar programas, projetos e atividades desenvolvidas por veículos de comunicação que integram a mídia alternativa no País. A medida está prevista no Projeto de Lei 7354/14, da deputada Luciana Santos (PCdoB-PE).




Reprodução
  
O texto define como mídia independente emissoras de rádio e TV comunitárias, incluindo as utilizadas por organizações não governamentais (Ongs) e universidades, as rádios e TVs educativas, produtoras brasileiras regionais independentes e veículos de comunicação de pequeno porte. Os recursos do fundo serão destinados à instalação, à manutenção e à modernização desses veículos.

26 de Julho: Assalto ao quartel Moncada completa 61 anos

 



Em 1953, um grupo de jovens liderados por Fidel Castro tomou o Quartel Moncada em Cuba. 61 anos depois, centenas de pessoas do mundo inteiro visitam o local, que abriga o Museu Histórico 26 de Julho, que lembra o episódio.


 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Marcelino Granja e Luciana realizam plenária de apoiadores do Recife

 



Na próxima segunda-feira (28),  Luciana Santos e Marcelino Granja se reúnem com apoiadores da campanha eleitoral em uma plenária, realizada  na Casa Rosada, às 19h. Todos estão convidados!


 

Ariano Suassuna, guerreiro do sol

 

Luciano Siqueira *
 

Ariano Vilar Suassuna – teatrólogo, romancista, poeta, pintor, gravador, desenhista, professor – completou 80 anos a 16 de junho passado, “bem disposto, bem-humorado e animoso”, homenageado por gente e instituições de diversos lugares, sempre saudado como clássico da cultura brasileira.


Irreverente, tem dito que se soubesse que fazer 80 anos dava tanto trabalho teria ficado nos 79. O fato é que suas oito décadas de vida têm sido marcadas, ao um só tempo, pela tragédia familiar (teve o pai, ex-governador, deputado federal e advogado João Suassuna, assassinado no Rio de Janeiro em 1930) e pela construção de uma obra multifacética e coerente que funde o barroco medieval ibérico com expressões populares nordestinas.

Brasil convoca embaixador e Israel se diz "decepcionado" com a medida

 


O Ministério brasileiro de Relações Exteriores (Itamaraty) divulgou uma nota, nesta quarta-feira (23), informando a chamada ao embaixador do Brasil em Israel para consultas, em Brasília. O texto condena a escalada da violência que, há quase três semanas, já resultou em quase 700 mortes entre os palestinos, com um “elevado número de vítimas civis, incluindo mulheres e crianças”. A Chancelaria israelense reagiu, nesta quinta (24), indicando que a medida "dá vantagem ao terrorismo".


Mohammed Abed / Maan / AFP
Parentes de quatro crianças mortas por um bombardeio israelense na praia da Faixa de Gaza, todas da família Bakr, em 16 de julho, participam do funeral.Parentes de quatro crianças mortas por um bombardeio israelense na praia da Faixa de Gaza, todas da família Bakr, em 16 de julho, participam do funeral.

“O Governo brasileiro reitera seu chamado a um imediato cessar-fogo entre as partes,” afirma a nota do Itamaraty, que informa ainda o voto favorável do Brasil, enquanto membro do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, pela criação de uma comissão de investigação das denúncias de crimes de guerra. 
 
A resolução, esboçada pelos representantes palestinos na reunião, foi aprovada por 29 votos favoráveis entre os 47 membros do Conselho. Os Estados Unidos apresentaram o único voto negativo, na sequência das posições declaradamente favoráveis à ofensiva israelense contra a Faixa Gaza palestina e da aliança sustentada com o governo agressor de Israel. 

Leia também:
Palestinos garantem unidade e ONU decide investigar crimes de guerra
Comissária da ONU analisa crimes de guerra e ocupação israelenses
Com mais de 600 palestinos mortos, Israel rechaça "trégua humanitária"
Ofensiva terrestre de Israel agrava destruição na Faixa de Gaza

CONVITE

  
 Com base no artigo 30 do nosso estatuto partidário estão convocados todos os membros do Comitê Municipal para uma reunião ampliada extraordinária que se realizará no dia 26 de julho, próximo sábado, às 19 horas, na Rua Eduardo Domingos de Lima, 417, Centro, Tabira – PE,  para discutir e deliberar sobre o projeto eleitoral nacional e estadual do partido para as próximas eleições de 2014. Os debates terão por base os artigos, 4º, 11º, 17º, 25º e 44º do Estatuto do Partido Comunista do Brasil – PC do B. Solicito dos camaradas do Comitê Municipal e dos camaradas convidados uma leitura prévia destes artigos do estatuto.
 
Tabira, 20 de julho de 2014.
 José Rodrigues dos Santos
Presidente.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Brics: emergentes ganham força com novo banco de desenvolvimento

 



Especialistas explicam como funcionarão Novo Banco de Desenvolvimento e Fundo de investimento do Brics, que devem mudar a ordem política e social do mundo.


 

terça-feira, 22 de julho de 2014

Assista a segunda parte das verdades e mentiras sobre a Copa

 


Continuando a desmentir as previsões catastróficas sobre tudo que envolveu a Copa do Mundo no Brasil, assista segunda parte da reportagem da TV Vermelho. E se ainda não conferiu o primeiro vídeo, assista aqui.


 
  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

PCdoB convoca militância para mobilização eleitoral

 



Em reunião nesta segunda-feira (21), a Comissão Política Nacional (CPN) do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), debateu e aprovou os rumos da campanha deste ano e convocou a militância comunista para a mobilização eleitoral. Abaixo, a Resolução Política aprovada:


Richard Silva
Convenção Nacional do PCdoB (27/06/2014)Convenção Nacional do PCdoB (27/06/2014)


Mobilizar o povo pela vitória de Dilma e das candidaturas do PCdoB
A menos de oitenta dias para as eleições de outubro, fica cada vez mais patente que o país terá uma acirrada disputa polarizada entre duas candidaturas e dois caminhos: ou o país avança em direção ao futuro com mais mudanças e conquistas com a reeleição da presidenta Dilma Rousseff; ou retrocede ao triste passado neoliberal dos anos 1990, com o candidato da direita, Aécio Neves, respaldado pela oligarquia financeira, pelos setores mais conservadores das classes dominantes e turbinado pela mídia monopolista.
Leia também:
Renato Rabelo: Lutar pela vitória de Dilma e dos candidatos do PCdoB

segunda-feira, 21 de julho de 2014

A POESIA DO DIA

GRANDE LIRINHA ORGULHO DA CULTURA DE ARCOVERDE
Clique abaixo para ver.

"Se o amor dita e rege o coral do coração, esse acertou em cheio Ciço de Napoleão."
Muito bom!!!

Verdades e mentiras sobre a Copa do Mundo no Brasil

 



A Copa do Mundo de futebol no Brasil não para de surpreender. A preparação do Mundial gerou muitas expectativas, e muitas previsões catastróficas. Por isso, a TV Vermelhoseparou mentiras e verdades sobre a Copa no Brasil. Escreva nos comentários alguma mentira sobre a Copa do Mundo que a equipe da TV Vermelho irá selecionar e realizar um novo vídeo para desmentir os boatos que tentaram frear o sucesso da Copa das Copas.




Veja também:
Copa de 2014: Um golaço ou uma bola fora do Brasil?

domingo, 20 de julho de 2014

Lula será âncora do programa de TV de Dilma

 



O ex-presidente Lula vai assumir um papel ainda mais central na campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff. Na reta final até as eleições e diante do crescimento da rejeição ao governo Dilma, apesar de ainda ter chances de vencer no primeiro turno segundo recente pesquisa Datafolha, intenção do PT é renovar a imagem de que Dilma é herdeira de Lula, seu maior cabo eleitoral.


Reprodução
 O ex-presidente Lula em comício  O ex-presidente Lula em comício 
Dilma também  tem vinculado sua imagem à história do PT e de Lula em agendas públicas com sindicalistas. 

Lula tem concentrado esforços em São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, e já adotou a campanha pelo governo do Estado, de Alexandre Padilha, como prioridade para transferir votos para a presidente Dilma. Escalou time de prefeitos do PT na Grande São Paulo e no interior para blindar os dois candidatos. “Não vamos admitir ofensas pessoais nem baixarias”, disse o presidente do PT, Rui Falcão. 

Fonte: Brasil 24
7

sábado, 19 de julho de 2014

REFLEXÃO DO DIA: (Brics, novo fator de mudança política e econômica no mundo)

 


O Brasil sediou nos dias 15 e 16 de julho um dos mais importantes eventos da vida econômica e geopolítica do mundo – a 6ª Cúpula do Brics, agrupamento que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. 

Simbolicamente, o conclave se realizou na bela e aprazível Fortaleza, no Nordeste do país, uma das regiões que mais se desenvolve, com grandiosos projetos de industrialização, soerguimento de infraestrutura e combate à pobreza.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Dilma: Brasil e China são parceiros na construção da democracia

 



Durante a visita do presidente chinês Xi Jinping, a presidenta Dilma Rousseff considerou que a relação bilateral tem o objetivo de transformar Brasil e China em nações com oportunidades para seus povos. Dilma ressaltou também os investimentos anunciados nesta quinta-feira (17), ampliação da cooperação em áreas variadas e afirmou que os dois países são parceiros na construção de uma ordem internacional pacífica, democrática e inclusiva e qualificou como sólida a relação de 40 anos com o país.


 

Ucrânia: Boeing da Malaysia Airlines cai próximo a Donetsk

 



Um Boeing-777 da Malaysia Airlines sofreu um acidente na tarde desta quinta-feira (17) ao sobrevoar o território da Ucrânia. O aparelho, de fabricação americana, cruzava os céus do país nas proximidades de Donetsk a cerca de 33 mil pés de altitude, o equivalente a 10 quilômetros, e estava em velocidade de cruzeiro quando teria sido interceptado por um míssil, segundo informou a agência russa de notícias Interfax.


Russia Today
Destroços do avião da Malaysia Airlines foram encontrados na região de Donetsk
Segundo a agência, o avião deslocava-se de Amsterdã em direção a Kuala Lumpur e levava a bordo 280 passageiros e 15 tripulantes. De acordo com as autoridades de Donetsk, os milicianos que lutam pela independência da região não têm qualquer tipo de arma que alcance um avião a 10 km de altitude.

Mais cedo, uma fonte declarou à Interfax que a aeronave começou a perder altitude e, a cerca de 50 km do espaço aéreo da Rússia, colidiu com o solo. O avião foi encontrado em chamas perto da cidade de Shakhtersk, região de Donetsk.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Debate eleitoral: a reza e o padre

 

Luciano Siqueira *
  1. Sim, com um olho na reza e o outro no padre, como ensina a sabedoria popular – no sentido de que é preciso estarmos atentos a dois problemas ao mesmo tempo. Ou a duas ordens de questões. No caso, aos problemas de ordem local ou regional e ao projeto de País, temas obrigatórios e necessariamente entrecruzados na atual campanha eleitoral. Ou seja, no discurso dos candidatos.

Aécio Neves e Eduardo Campos semeiam ilusões e fazem agressões

 


Evasivas e respostas incompletas deram o tom à sabatina do candidato do PSDB à Presidência Aécio Neves, na quarta-feira (16). O evento foi promovido pelo portal UOl, Folha de S. Paulo, Rádio Jovem Pan e SBT.


Eduardo Campos e Aécio NevesEduardo Campos e Aécio Neves
Na entrevista, o único ponto que ficou totalmente esclarecido sobre a proposta de governo do tucano é a manutenção ou a clonagem de programas criados pelos governos de Lula e Dilma, como o Bolsa Família e o Mais Médicos.

Segundo ele, na política é comum se copiar iniciativas que têm êxito. “Não há nenhum constrangimento nisso”, afirmou.

A resposta causou estranheza aos entrevistadores. Os dois programas foram anteriormente alvos de duras críticas dos tucanos.

O Bolsa Família, que retirou mais de 50 milhões de pessoas da extrema pobreza, foi chamado de “bolsa miséria”.