terça-feira, 23 de agosto de 2016

Em defesa da liberdade de expressão dos professores

Reproduzimos abaixo a carta aberta ao Senado, a ser entregue na audiência pública “A liberdade de expressão na sala de aula” da qual o professor dr. Fernando Penna (UFF) falará em nome dos Professores contra o Escola Sem Partido.
 Em defesa da liberdade de expressão em sala de aula
Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. (Constituição Federal de 1988)

Lindbergh: Golpe na democracia será cobrado pela História



Lula Marques/ Agência PT
  
Trata-se, porém, de uma passagem da histórica Carta Testamento de Getúlio Vargas, cuja política voltada para os mais pobres e trabalhadores foi duramente combatida pela elite brasileira.

Tratava-se disso à época. Trata-se disso agora.

Eleições municipais e a questão urbana


Walter Sorrentino *

Uma determinada leitura da política brasileira tem sua chave heurística na categoria do patrimonialismo. Vai em geral associada ao clientelismo e populismo, e é considerada a maior chaga política nacional. A mais importante universidade do país, a USP, domina nessa interpretação sociológica. Mas o fenômeno não é superestrutural, provém das relações econômicas e sociais dominantes: nisso a crítica é menos furibunda.

81,4% da população brasileira não sabem o motivo do impeachment de Dilma Rousseff



Dilma Rousseff - Ag Brasil

A pesquisa CNT/MDA divulgada hoje (8) apresenta um dado alarmante sobre o conhecimento da população brasileira sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT).
Nada menos do que 81,4% da população (aproximadamente 167 milhões de pessoas) apontam erradamente os motivos que levaram ao processo de impeachment.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Noronha: "Pobre do país que tem sua magistratura refém da mídia"



TSE
  
Noronha, que assumiu a presidência da 3ª Turma do STJ no início do ano, citou como exemplo a repercussão da Ação Penal 470, o "mensalão", e o acompanhamento extenso à todas as fases da Operação Lava Jato. A mídia, para Noronha, condena os envolvidos antes mesmo da Justiça, o que faz com que a própria opinião dos julgadores seja influenciada e pressionada pelos jornais. E, quando isso não acontece, “o magistrado que ousa pensar diferente gera suspeitas e é ameaçado de investigação.”

domingo, 21 de agosto de 2016

PROFESSOR GENILDO SANTANA FALA SOBRE O PROJETO DA ESCOLA SEM PARTIDO

AMIGOS E AMORES...RARAMENTE POSTO TEMAS SÉRIOS NO FACE...UMA EXCEÇÃO: LÍ O PROJETO DE LEI "ESCOLA SEM PARTIDO"..."CONHECER PRIMEIRO PRA FALAR DEPOIS", ESSE É O LEMA QUE ADOTO. LI, NESTE FIM DE SEMANA ESSE PROJETO DE LEI...O QUE DIZER? ABSURDO NO ARTIGO 3º, ABSURDO NAS JUSTIFICATIVAS, NOS ARGUMENTOS...SE ISSO SE IMPLANTAR, É O FIM DAS AULAS DE HISTÓRIA, FILOSOFIA (LECIONO AMBAS)...DIANTE DE TAL, VAMOS LUTAR PRA ESSE PROJETO NÃO PASSAR...E PAIS, CONFIEM NOS PROFESSORES DE HISTÓRIA E FILOSOFIA QUE REALMENTE REFLETEM COM SEUS FILHOS, ALUNOS NOSSOS, TEMAS QUE REALMENTE IMPORTAM E SÃO FUNDAMENTAIS PARA ELES...NÃO SE DEIXEM LEVAR PELO ARGUMENTO FALACIOSO DE POLÍTICOS PARTIDÁRIOS QUE PREZAM INTERESSES BEM DEFINIDOS...A QUEM SERVE O PROJETO "ESCOLA SEM PARTIDO"?

sábado, 20 de agosto de 2016

Movimentos populares lançam carta aberta em defesa da educação



EBC
  
O FoFEC teve o objetivo de reunir o acúmulo de experiências estratégicas das comunidades camponesas e tradicionais com a finalidade de consolidar a educação do campo como realidade efetiva que atenda às necessidades dos sujeitos diversos que vivem da terra, dos rios e das florestas.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Emir Sader: Exterminadores do futuro



Agência Petrobras
  
O futuro se abria para o país, conforme também a autoestima dos brasileiros era resgatada, gerando um clima de otimismo sobre o futuro do Brasil. Nos tornávamos o país do futuro articulado estreitamente ao presente.

Atoleiro neoliberal e o paradoxo do túnel chinês


Sergio Barroso *

Um articulista graúdo do The New York Times - correspondente econômico sênior do jornal e escritor - acaba de descobrir a pólvora. Sua pesquisa revelou que a economia mundial está “em marcha lenta”. Segundo concluiu Neil Irwin, esse crescimento lento “ocorre há 15 anos”. Ou seja, ele não se contentou com a violenta queda que atingiu em cheio o centro do capitalismo e que passou a ocorrer a partir de 2007-8; esticou a corda.[1]


Descobriu também o ilustre que, entre 1947 a 2000, nos EUA, o PIB (Produto Interno Bruto) per capita aumentou em média 2,2% ao ano — mas a partir de 2001 ele ficou em média em apenas 0,9; as economias da Europa Ocidental e do Japão tiveram pior desempenho ainda, na mesma periodização.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Sonegação chega a R$340 bilhões em 2016, duas vezes o déficit fiscal



Quanto custa o Brasil?/Facebook
  
A previsão do Sinprofaz é de que os números da sonegação superem os R$530 bilhões até 31 de dezembro. De acordo com a entidade, cerca de 80% de todo o dinheiro sonegado no Brasil passa por esquemas de lavagem de dinheiro. 

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

Uma campanha sui generis?

Luciano Siqueira *

Em muitos aspectos, a campanha que agora se inicia tem muitas peculiaridades, frutos do arremedo de reforma política celebrado, ano passado, pela Câmara dos Deputados e pelo Senado.


O quesito mais destacado e que, de fato, implica uma alteração substancial nas condições da peleja —a ausência de financiamento empresarial — decorre de ação da OAB junto ao STF, que acolheu a inconstitucionalidade desse expediente, que o Congresso pretendeu manter, mas a presidenta Dilma não permitiu, vetando-o no texto final. 

Residentes de 11 países avaliam vida antes e depois do colapso da URSS

Residentes de 11 países avaliam vida antes e depois do colapso da URSS

© Sputnik/ Eduard Pesov
         

Conforme os dados da pesquisa Sputnik-Opinião, em 9 dos 11 países da antiga União Soviética a maioria dos residentes com idade superior a 35 anos pensam que a vida na URSS era melhor, comparada a vida depois do colapso.

 Parada dos atletas em homenagem ao 55 aniversário da Revolução de Outubro, Moscou, URSS, 7 de novembro de 1972
URL curta

Agrotóxicos causam malformações, câncer e morte no interior de SP



Em Bento de Abreu, na região de Araçatuba, há 18 óbitos por câncer cerebral para cada 100 mil habitantesEm Bento de Abreu, na região de Araçatuba, há 18 óbitos por câncer cerebral para cada 100 mil habitantes
Em Ribeirão Corrente, na região de Franca, o índice de malformações é 26 casos para grupos de 100 mil nascidos vivos – mais de três vezes maior que a do estado, que é de 8,2. Em Sandovalina, na região do Pontal do Paranapanema, onde há ocupação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o índice é 21. Na cidade de São Paulo, totalmente urbanizada, a taxa é de 9,5.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

A encruzilhada entre a democracia e a oligarquia de direita

Nenhum direito a menos – esta consigna resume o motivo da manifestação ocorrida nesta terça-feira (16), reunindo unitariamente as centrais sindicais brasileiras.

Esta manifestação ocorreu no mesmo dia em que a presidenta constitucional Dilma Rousseff divulgou a carta intitulada “Mensagem da Presidenta da República Dilma Rousseff ao Senado Federal e ao Povo Brasileiro”. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

'Escola sem partido': pedagogia da mordaça


Por Rodrigo Gomes, na Revista do Brasil:

Ao chegar na escola em que trabalha, o professor de Biologia é chamado à sala da diretoria. O diretor informa que ele está suspenso. Dois policiais o aguardam para levá-lo a prestar esclarecimentos na delegacia. O motivo? A aula do dia anterior, sobre a teoria da evolução, do inglês Charles Darwin, contrariou as crenças de alguns alunos e seus pais. O enredo, fictício, pode se tornar uma cena factível no futuro da educação brasileira, se o projeto denominado Escola Sem Partido virar lei. A ideia inspira dois projetos em tramitação no Congresso, em sete Assembleias Legislativas e 12 Câmaras Municipais.

Frente Brasil Popular convoca atos no desfecho do impeachment



PAULO PINTO / FOTOS PÚBLICAS
  
Segundo nota emitida pela frente, "afirmamos como fundamental o esforço de resistência ao golpismo nestes dias que nos separam da votação final. Seja qual for o cenário que prevalecerá, a ofensiva conservadora não cessará, portanto, é fundamental que os movimentos populares estejam nas ruas, convocando o povo brasileiro à resistência". 

Dilma reforça plebiscito: Quem deve decidir o futuro do país é o povo



Roberto Stuckert Filho
  
“Todos sabemos que há um impasse gerado pelo esgotamento do sistema político, seja pelo número excessivo de partidos, pelas práticas políticas questionáveis a exigir profunda transformação nas regras vigentes. Estou convencida da necessidade e darei apoio irrestrito à convocação de plebiscito para consultar a população sobre a realização antecipada de eleições, bem como sobre a reforma política e eleitoral”, afirmou a presidenta.

Reflexões teóricas dos comunistas sobre a crise capitalista global

11 de Agosto de 2016 - 16h50

Sergio Barroso *

O texto que segue se refere à exposição que fizemos no IV Seminário Nacional de Estudos Avançados, da Escola Nacional de Quadros João Amazonas (PCdoB), em julho último.¹


Nele, avulta a questão do estudo e da pesquisa sobre a grande crise capitalista contemporânea, e nos remete à atenção que os comunistas têm dado a esta decisiva questão: a natureza do capitalismo contemporâneo e a tipologia de suas crises hodiernas passaram a apresentar.

Barroso discute como evolui a crise econômica mundial. 
Foto: Cézar Xavier/FMG

Sintetizando a questão, e como escrevemos em outro artigo, devemos afirmar que:

“Contemporaneamente, a relação entre a taxa de juros, derivativos (contrato e aplicações de futuro), o investimento, e a rentabilidade imaginada chegaram à anarquia absoluta das previsibilidades. Na era dos ativos financeiros, a tomada de decisão capitalista da reversão de investimentos permanece mais ainda sob a tutela dos fatores contidos na subjetividade da aposta nos fatores do risco do cálculo capitalista. Do ponto de vista do marxismo, sobre a base da superprodução ou superacumulação de capitais (máquinas, equipamentos, instalações, matérias-primas, ativos financeiros), a crise se instala quando da parada súbita que interrompe o ciclo da realização capitalista, quer dizer, a dinâmica cíclica do investimento. Noutras palavras, as crises no capitalismo não podem ser separadas da regularidade de sua dinâmica expansiva. O capitalismo, segundo Marx, objetiva produzir em larguíssima escala, até superproduzir capital. Quer dizer, sobreinvestir para fazer crescer a produtividade social do trabalho e suplantar a concorrência; superproduzir para superlucrar, superacumulando capital em excesso e em todas as suas formas, referenciando-se numa dada taxa média de lucro”. ²

Os catadores de lixo na Argentina de Macri


Por Juan Ignacio Amorín, no jornalBrasil de Fato:

Nos últimos meses, a crise econômica da Argentina promoveu a disparada da inflação, o aumento das tarifas dos serviços e a queda abrupta do emprego em setores importantes como a construção. Como efeito, também é possível enxergar um aumento de 15% na quantidade de pessoas que saem as ruas para pegar resíduos em todo o país. Na capital federal, Buenos Aires, a lista de espera para entrar nas cooperativas de reciclagem duplicaram.

Governo usa terrorismo econômico para passar reforma da Previdência



  
No seu discurso, ele ignora, portanto, alternativas que contemplem a recuperação de receitas em potencial, como a sonegação de tributos e a dívida ativa. E a cada dia fica mais claro o foco do governo: fazer com que trabalhadores e os que mais precisam do Estado paguem pela crise.

sábado, 13 de agosto de 2016

Fidel Castro, grande estadista de projeção mundial, faz 90 anos!



Divulgação
  
Falar do socialismo com características cubanas é também destacar o papel do Partido Comunista de Cuba, tendo à frente por vasto período o comandante Fidel Castro. 

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

COMO O CAPITALISMO FINCOU RAÍZES NO MUNDO?


Por Altair Freitas
Para quem ainda não entendeu: o capitalismo fincou suas raízes bem profundas em quatro aspectos fundamentais: 1) o saque de riquezas do mundo muçulmano durante as Cruzadas; 2) o suborno aos reis europeus para que eles pudessem acumular força e centralizassem as moedas, taxas, impostos, pesos e medidas, até então um direito "sagrado" dos senhores feudais, para racionalizar o funcionamento do comércio medieval e impulsionar essa atividade (e as bancária e artesanal); 3) a exploração direta sobre o trabalho proletário via assalariamento; 4) a concentração da riqueza nas mãos dos comerciantes e banqueiros (comerciantes do dinheiro, pois não?). Saques, corrupção, exploração e concentração de riquezas. Oitocentos anos sendo gestado assim, evoluindo assim, consolidando-se assim, sendo assim e continuará a ser assim. Quem quiser se iludir com discurso ideológico sobre liberdade, meritocracia e outros babados, sinta-se a vontade! Só não conte comigo para essa baboseira ideológica.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Em oposição ao projeto ‘Escola sem Partido’, deputado protocola o ‘Escola sem Mordaça’ na AL

O deputado estadual Juliano Roso (PCdoB) protocolou, nesta terça-feira (2), na Assembleia Legislativa, o projeto “Escola sem Mordaça”, com a intenção de garantir a livre manifestação de pensamento nas escolas gaúchas. Ele, que é professor de História, tem como objetivo assegurar que a atuação dos educadores em sala de aula aconteça “sem qualquer censura ou vigilância”, o que aponta ser garantido pela Constituição Federal.
20151228-jornal-sul21-gs-281215-0241-06-600x400
Roso é professor de História e acredita na importância da livre manifestação de pensamento | Fotos: Guilherme Santos/Sul21
O projeto se opõe ao “Escola sem Partido”, que na Assembleia foi apresentado por Marcel van Hattem (PP), mas que também tramita de forma semelhante em todo o país, incluindo no Congresso Nacional. Iniciativas desse tipo, segundo Roso, prejudicariam o ambiente escolar, que deve ser plural, democrático e possibilitar aprendizagem. O deputado afirma que o Ministério Público Federal (MPF) e a Advocacia-Geral da União (AGU) já apontaram que o “Escola sem Partido” é inconstitucional.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Luta contra o golpe e conservadorismo marcam o Dia do Estudante



  
Em São Paulo, a União Paulista dos Estudantes Secundaristas (Upes) está organizando uma manifestação às 8h no Vão Livre do Masp. A luta dos estudantes no estado é pela punição dos envolvidos no esquema de superfaturamento na compra de merendasenvolvendo a alta cúpula do PSDB em São Paulo. Após o esquema de corrupção, milhares de estudantes foram prejudicados no com a falta de merenda.

Em defesa do SUS, 54 entidades assinam carta a Temer, Maia e Renan


Na contramão de Temer: Audiência realizada nesta terça-feira na OAB pede mais recursos para o SUSNa contramão de Temer: Audiência realizada nesta terça-feira na OAB pede mais recursos para o SUS

Progressistas enfrentam golpistas falsários e hipócritas


Por José Reinaldo Carvalho
As representações políticas das classes dominantes fecharam questão em torno da deposição da presidenta Dilma Rousseff, legitimamente eleita com os votos de mais de 54 milhões de brasileiros. Trata-se de uma posição cristalizada em partidos como PSDB, DEM, PMDB, PSD, PSB, PPS e os direitistas do chamado Centrão. Destacam-se nessa representação as presidências das duas casas legislativas - Senado e Câmara. Já assinalamos em artigo anterior que a eleição de Rodrigo Maia à presidência da Câmara culminava o arranjo político do golpe.