sexta-feira, 18 de abril de 2014

Caravana no Araguaia revive memória de Luiz Carlos Prestes


A caravana do projeto “Lutas que construíram o Brasil: da Coluna Prestes à Guerrilha do Araguaia” agora está completa. O ônibus com o restante de jovens que se deslocaram de cidades de São Paulo, Minas e Distrito Federal chegou a Palmas na madruga da última quinta-feira (18). O segundo dia de atividades contou com uma programação dedicada a uma das personalidades mais marcantes da história brasileira, até hoje reverenciada por suas atividades políticas e militares.


UJS
 Diário do Araguaia – manuscrito 2º dia: 17 de Abril, para reviver Prestes Diário do Araguaia – manuscrito 2º dia: 17 de Abril, para reviver Prestes
Luiz Carlos Prestes faleceu em março de 1990, mas não plantou apenas uma semente, deixou raízes e troncos na história nacional, pétalas e espinhos na memória dos brasileiros e a possibilidade de reavaliar papéis dentro da própria sociedade. A trajetória de Prestes, por si só, já é exímia e típica de um grande herói: foi o idealizador da Coluna Prestes, comandante da Intentona Comunista, senador pelo Partido Comunista do Brasil, líder do PCB por mais de 50 anos e exilado político, até retornar ao Brasil com a Lei de Anistia, em 1979.

Comerciais do PCdoB enfocam campanha de filiação partidária

 

Nesta quinta-feira (17), o Partido Comunista do Brasil lança suas inserções de rádio e televisão em todo o Brasil com mote na campanha de filiação partidária. Os comerciais são criativos e tratam de temas fundamentais da política brasileira. As peças vão ao ar ainda nas noites dos dias 19, 22 e 24 de abril.




Comerciais do PCdoBComerciais do PCdoB


Tudo que um partido quer é ter um discurso que seja compreendido pela população. Mas no sistema político desigual que existe no Brasil fica cada vez mais difícil se diferenciar. A ideia das peças publicitárias é mostrar, em pouco menos de 30 segundos, o papel que o PCdoB desempenha na tentativa de avançar para um Brasil melhor, voltado para todos os brasileiros, e principalmente para os mais desassistidos.

O PCdoB é um dos poucos partidos de esquerda que consegue se diferenciar, pois além da questão ideológica, a agremiação tem um histórico de 92 anos de mobilizações e de lutas. 

A campanha de filiação visa incentivar os jovens, os trabalhadores e as mulheres a participarem cada vez mais da luta política para avançarem nas conquistas.

Com a participação de dirigentes e lideranças do PCdoB, a inserção trata ainda, em um ano eleitoral que o Brasil vive numa encruzilhada política. O presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo dá voz as incertezas políticas que o país vive em um ano eleitoral. Diz ele, “de um lado, estão as mudanças que conquistamos e as reformas que temos de fazer para avançar mais. Do outro, a volta ao passado ou a incerteza. Não podemos errar”.

A vice-presidenta do PCdoB, e deputada Federal, Luciana Santos faz uma fala abordando a participação dos jovens na história política do país e que “os jovens são a força que move as grandes transformações. Graças a eles, somos uma democracia. A ligação do PCdoB com a juventude e com os estudantes é histórica, e foi decisiva nos momentos mais difíceis”.

Aldo Rebelo que hoje é ministro do Esporte do governo Dilma, refere-se nas inserções partidárias que um bom time garante grandes vitórias e o PCdoB e o povo brasileiro têm uma longa história de conquistas. 

A deputada federal, Perpétua Almeida, do Acre, reforça em sua fala a participação feminina nos espaços de poder. Flávio Dino, do PCdoB do Maranhão, fala sobre a desigualdade social que ainda existe no Brasil e a luta do Partido para que todos os brasileiros tenham seus direitos básicos atendidos, gerando mais oportunidades para todos. 

As inserções nacionais vão ao ar nos dias 17, 19 , 22 e 24 de abril de 2014, e a propaganda partidária de 10 minutos será veiculada no dia 8 de maio, em cadeia de rádio e televisão.

Assista abaixo:
Luciana Santos

Aldo Rebelo




Flávio Dino



Perpétua Almeida



Da redação do Vermelho,
Eliz Brandão

Em palestra Eduardo Campos se diz a favor das privatizações

Publicado em Sem categoria por  em 17/04/2014  Comente
eduardo-campospor Bruna Verlene
O candidato a presidência da república Eduardo Campos esteve nesta terça (15), na Universidade  Estácio de Sá no Rio de Janeiro, ministrando uma palestra. E o que mas chamou atenção dos que estavam presentes foi o questionamento que Campos fez durante o evento, “Como você vai governar um país capitalista, e ter preconceito com a iniciativa privada?
Ainda em sua fala Eduardo disse que não ver a questão da privatização como um dogma, e que acha importante atrair investimentos para o setor privados de áreas em que o Estado não consegue chegar.
Como já está virando costume, Eduardo mais uma vez criticou o governo Dilma, citando os leilões de aeroportos e que deu uma pequena dica, que o governo faça a concessão dando a impressão de contragosto.
Nas eleições passadas Dilma foi eleita com o discurso contra as privatizações. E o pensamento de Eduardo é o mesmo do também candidato Aécio Neves (PSDB), que defende abertamente a privatização das empresas estatais.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Globo acusa blogueiros para apoiar Sardemberg e Merval


Blog da Cidadania
A esta altura, o público da blogosfera já leu vários posts de outros blogs sobre entrevista que o jornal O Globo propôs aos blogueiros que entrevistaram o ex-presidente Lula na semana passada (8/4). À diferença de alguns de meus colegas, aceitei dar uma longa entrevista ao jornal.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Campanha contra Petrobras visa somente eleições, aponta Renato

Com o acirramento da luta política, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, em seu programa semanal na Rádio Vermelho, reafirma a tentativa desenfreada da oposição que em coro faz alarmismo contra a maior empresa estatal do país, a Petrobras.

Eliz Brandão, para a Rádio Vermelho

Sobre as artimanhas da política oposicionista, Renato Rabelo aponta que o jogo da grande mídia coloca agora a questão da Petrobras como a bola da vez. Segundo ele, a campanha eleitoral foi antecipada desde o ano passado, e a cada momento um tema é escolhido pela oposição no intuito de açoitar o governo Dilma. "Foi assim com a inflação, dando a ideia que a inflação não está sob controle e a questão da vez é a Petrobras", avaliou o presidente comunista. 

"Porque esse tema que eles colocam à luz do dia, com tanta ênfase, sobre a compra da refinaria dos Estados Unidos, esse é um tema recorrente, já vem desde o governo Lula." 

Renato explica que a refinaria de Pasadena foi comprada antes da crise financeira econômica mundial, num contexto que poderia justificar a compra. Aliás, disse Renato, a própria presidenta da Petrobras, Graça Foster, disse isso, "você não pode justificar uma compra tirando da situação atual. Tanto que o Conselho de Administração da Petrobras, na época, por unanimidade, aprovou a compra", disse. 

O dirigente comunista analisa que depois da crise é evidente que pode ter refletido no valor da refinaria, e foi justamente lá nos Estados Unidos, o centro da crise que estourou em 2008.

"Nós não podemos analisar uma questão empresarial nessa base de fazer agitação com intuito político. Por isso, que não podemos analisar uma questão como essa, pura e simplesmente porque há uma série de conceitos nessa área." 

"Os próprios órgãos de controle já vêm acompanhando essa compra. Ou seja, controle do Estado é o que não falta." Contudo, pode ser uma questão que podemos tirar lições, "por que você pode cometer erros, também, como diz a própria presidenta da Petrobras, negociar com o petróleo muitas vezes você pode não conseguir os 100% do que você quer. É um assunto empresarial complexo", salientou Renato.

E porque ficaram tão fogosos em tentar colocar esse tema em evidência?, questionou Renato. "Porque a própria presidenta Dilma na época era a presidenta do Conselho de Administração da Petrobras e ministra da Casa Civil. Então é para atingir deliberadamente o governo Dilma. O intuito não é de esclarecer". Porque isso visa a levar uma desconstrução da própria Petrobras. 

Para o presidente comunista, "esses jornalistas que estão dando tanta ênfase neste assunto não querem esclarecer. Não é isso, é somente para atingir a presidenta, ninguém é bobo, ninguém é ingênuo. Por que essa coisa toda?".

Renato lembrou ainda que a presidenta Dilma até já se manifestou sobre o assunto, dizendo que "se tivesse a totalidade da proposta contratual, poderia até não ter chegado àquela conclusão na época. Ela mesma disse isso, de forma muito serena e transparente". 

O presidente do PCdoB reafirmou que a oposição não tem proposta, só faz críticas e ataques. "Qual é a proposta do Aécio Neves e do Eduardo Campos?", perguntou Renato.

"Se aproveita de tudo isso, cria um escândalo midiático, com objetivo politico explícito de imobilizar a presidenta e desacreditá-la, essa tem sido a situação." 

Campanha antecipada
Renato ressaltou que esses ataques são na realidade uma verdadeira campanha antecipada contra o governo Dilma. “Estamos em um ano eleitoral. É uma campanha contra a presidenta, é uma campanha eleitoral”, elucidou.

Sobre o cenário político brasileiro, o presidente comunista lembra que a Comissão Política Nacional do PCdoB se manifestou através de uma nota extraída na reunião ocorrida na última segunda-feira (14), em São Paulo. 

Copa do Mundo
Renato lembrou ainda da campanha oposicionista contra a Copa do Mundo no Brasil. Para ele, essa tentativa da oposição de ser anticopa, sendo que sediá-la irá se transformar num ganho enorme em vários aspectos, é uma atitude anti-Brasil. 

O dirigente comunista contou que turistas africanos que vêm para a Copa estão ouvindo da mídia brasileira no exterior que o Brasil está vivendo um Estado de sítio por causa da Copa e eles estão amedrontados, relatou Renato. 

Para ele, essas atitudes são uma verdadeira campanha contra o Brasil, "e a oposição desesperada chega a esse ponto. Para ver se conseguem suplantar a presidenta. E é isso que o povo tem que compreender e o nosso esforço é mostrar isso para o nosso povo".

"Nós temos dito que 2014 é uma espécie de encruzilhada politica para nós, porque derrotar a presidenta Dilma é derrotar o projeto que vem de Lula, que mudou o Brasil, que transformou o nosso país." 

Renato explica que as exigências daqui em diante são maiores ainda porque se chegou numa etapa mais avançada e agora temos que ir adiante, com reformas mais profundas, com desenvolvimento para garantir investimento social. "E a garantia é Dilma e é Lula que a apoia. A outra via é a volta da política da década de 1990 que levou ao desemprego aberto, a diminuição da renda do trabalhador, déficit e dívidas enormes do nosso país, ou seja, essa política não deu certo. Voltar atrás trará perdas enormes."

Para o presidente do PCdoB, "ou a gente vai adiante, ou a gente volta atrás. Garantindo as linhas de mudanças", disse ele. "Daí a importância que o PCdoB vê nessa campanha para a Presidência da República", definiu. 

Ouça a entrevista na íntegra na Rádio Vermelho

Restaurante popular serve pratos típicos de países da Copa


O restaurante "Bom Prato", em São Paulo, que serve refeições a R$1,00 está servindo pratos típicos dos países que participarão da Copa do Mundo no Brasil 


 

terça-feira, 15 de abril de 2014

Medvedev: Golpistas em Kiev arrastam a Ucrânia a uma guerra civil


O premiê russo, Dmitri Medvedev, afirmou nesta terça-feira (15) que a população ucraniana compreendeu as verdadeiras intenções dos usurpadores do poder em Kiev, depois de comentar os acontecimentos no sudeste do vizinho país.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Presidende do PCdoB, Renato Rabelo, participa de programa no PR



O advogado Luiz Carlos da Rocha recebeu no programa da CNT do Paraná, Jogo do Poder, nesse domingo (13), o presidente Nacional do PCdoB, Renato Rabelo e o presidente estadual do partido no Paraná, Ricardo Gomyde.


 

A incrível reação de um macaco ao receber uma recompensa desigual

 

O professor holandês de comportamento de primatas, Frans de Waal, da Universidade de Emory, nos Estados Unidos, realizou um experimento com dois macacos-prego, no qual um macaco recebia uma recompensa injusta com relação ao outro.


 

Petistas declaram apoio a Flávio Dino e Dilma Rousseff no MA



 

 

 

 

 

 

 

 

 

  O encontro do PT com Flávio Dino aconteceu no dia 13, o mesmo número que representa a legenda nas disputas eleitorais. Pré-candidato a governador pelo PCdoB, Flávio Dino conclamou a militância petista a permanecer unida em torno de um projeto de esquerda para o Maranhão, representado pelas lideranças de oposição. “Faço um convite ousado: vamos trazer o PT de volta para o nosso campo ainda em 2014,” disse o pré-candidato durante a plenária.

Portugal: Jovem de 16 anos cala investigadora Raquel Varela

 

De um lado Martim Neves, 16 anos e já tem um pequeno negócio. Do outro, Raquel Varela, investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa. Programa Prós e Contras (RTP) de 20 de maio de 2013.


 

domingo, 13 de abril de 2014

ATENÇÃO: O POLO DE EDUCAÇÃO DE TABIRA TEM NOVOS CURSOS

Por Dedé Rodrigues
Prezados estudantes e interessados: estejam atentos ao cronograma do vestibular do Polo de Educação a Distância de Tabira, pois há 830 vagas no interior, distribuídas em 08 cidades: Palmares, na Zona da Mata, Surubim e Santa Cruz do Capibaribe no Agreste; e Floresta, Ouricuri, Afrânio, Cabrobó e Tabira no Sertão.  Faça as suas inscrições para os cursos de letras, pedagogia, ciências biológicas, e administração pública. Veja mais informações e o cronograma de inscrições abaixo.

Análises apontam que papiro que fala da esposa de Jesus não é falso

CIÊNCIA & VIDA // RELIGIÃO

Publicado em 10.04.2014, às 14h54

310aa6e15e3bfd542faac53391e51e98.jpg
Papiro é de origem desconhecida e pertenceu a um colecionador que pediu para permanecer no anonimato
Foto: AFP

Um pedaço de papiro antigo que contém uma menção à esposa de Jesus não é uma falsificação, de acordo com uma análise científica do controverso texto, declararam nesta quinta-feira (10) pesquisadores americanos.

Augusto Buonicore: Em defesa da Guerrilha do Araguaia


 
 
 
 
 
 
 

 
 
 Até muito recentemente a grande tarefa que cabia às forças progressistas, especialmente aos comunistas, era salvar a Guerrilha do Araguaia do esquecimento a que lhe pretendiam impor a ditadura militar e os setores mais conservadores da sociedade. Nestes últimos anos, no entanto, a Guerrilha foi tema de vários livros, teses e matérias especiais nos grandes jornais brasileiros.

Veja as verdades que Vanessa disse para ex-deputada venezuelana

 

Durante a recente visita ao Senado brasileiro da ex-deputada venezuelana María Corina Machado, a senadora Vanessa Grazziotini (PCdoB-AM) apresentou informações sobre o que de fato está acontecendo na Venezuela. O site venezuelano aporrea.org apresenta em vídeo a fala da senadora brasileira que mostra as evidências da tentativa da oposição, com a ajuda dos Estados Unidos, de derrubar o governo eleito democraticamente pelo povo venezuelano.  





sábado, 12 de abril de 2014

Jandira Feghali é ameaçada de morte

 


Por Rodrigo Rodrigues, no blogTerra Magazine:

Autora dos projetos de lei que anulam os mandatos dos presidentes do regime militar e revisa a lei da Anistia para torturadores do serviço público, há cerca de um mês a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) vem recebendo sistemáticas ameaças de morte e estupro pela internet.As ameaças tornaram-se mais frequentes depois que a deputada apresentou na Procuradoria Geral da República (PGR) uma representação para que o governo federal não invista dinheiro de propaganda estatal no canal SBT, em virtude da defesa que a apresentadora Rachel Sheherazade fez da violência contra infratores. 

Até agora foram contabilizadas cerca de vinte e-mails anônimos de ameaças recebidos através da página da parlamentar no Facebook e no e-mail pessoal dela. A pá de cal veio, contudo, nesta quinta-feira (10), quando um homem montado numa motocicleta fotografou a casa da deputada no Rio de Janeiro em plena luz do dia. 

Temendo pela própria segurança, Jandira Feghali acionou a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público (MP), solicitando investigação desses casos e punição dos responsáveis. 

“Essas ameaças não me calam. Pelo contrário, reafirmam ainda mais as minhas convicções em defesa da liberdade e da defesa dos Direitos Humanos”, diz a parlamentar. “Ameaçar também é crime. Se essas pessoas têm a coragem de partir para esse vale tudo, terão agora que ter a coragem de enfrentar a Justiça e as leis”, completa. 

O inquérito da PF para investigar as ameaças contra a deputada foi aberto de imediato, segundo a polícia, e o primeiro procedimento deve ser a descoberta da origem dos IPs (endereços de onde partiram as mensagens de ameaça). 

Para Jandira Feghali, essas mensagens são oriundas de um “grupo menor de reacionários”, que, segundo ela, “perdeu o debate público em defesa dos horrores da Ditadura”: 

“Ninguém pode se esconder atrás do anonimato para praticar crimes. Não me surpreendo com essas ameaças porque esse mesmo grupo defende os agentes da repressão, a tortura, a morte de gente inocente e a execução de pessoas cujo crime foi apenas discordar da posição política do Estado”, afirma. 

Sobre a representação na PGR contra a apresentadora do SBT que fora afastada na bancada do “SBT Brasil” por conta das opiniões polêmicas, a deputada comunista diz que não é a favor da censura e nem do afastamento da jornalista da emissora.

“Não pedi que ela fosse afastada e nem sou a favor da censura. O que não pode é o Estado financiar um programa que defende abertamente a violência e o enfrentamento, colocando diversas vidas em risco. Uma emissora de TV é concessão pública. Não se pode usar esse espaço para transformar o País numa barbárie”, comenta a deputada do PCdoB. 

Questionada sobre se as ameaças de morte deixaram a família dela apreensiva e podem fazê-la desistir do trabalho na Câmara dos Deputados em Brasília, Jandira Feghali é incisiva: 

“Ameaça é o último recurso daqueles que não aceitam a derrota pelo debate legítimo. Não me calarei porque isso só incentiva mais para que eu continue no caminho da defesa das minorias. Minha família se preocupa, mas sabe que só o enfrentamento e a denúncia pública trazem mudanças nessa mentalidade onde a violência é a moeda de debate”, argumenta a deputada. 

Essa não é a primeira vez que um parlamentar do PCdoB recebe ameaças pela internet. No mês passado, a deputada Manuela Dávila (PCdoB-RS) e Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) também acionaram o MP para que mensagens ameaçadoras fosse investigadas. Os casos ainda estão sob investigação.

Debate sobre reformas de base de Jango será dia 16 no Rio

O debate “Reformas de Base de Jango aos nossos dias” ocorre no dia 16 de abril, às 19h30, na Livraria da Travessa, no Shopping Leblon.
O evento ainda contará com o relançamento do livro de memórias “Alma em Fogo – Memórias de um Militante Político”, de Aldo Arantes, que foi presidente da UNE durante a campanha da legalidade para a posse de Jango.
Participam do debate João Vicente Goulart, Wadih Damous, Cacá Diegues, Marcelo Cerqueira, Haroldo Lima, Modesto da Silveira e o cineasta Silvio Tendler, que lança o filme “Os militares que disseram não”.
O debate é uma realização da Fundação Maurício Grabois, do Instituto João Goulart e da Comissão da Verdade do Rio.

Papa Francisco pede perdão por sacerdotes pedófilos

 

O papa Francisco se pronunciou nesta sexta-feira (11) pela defesa dos direitos das crianças e pediu perdão pelos abusos sexuais cometidos contra elas por membros da Igreja.


"Sinto-me obrigado a assumir todo o mal que alguns sacerdotes causam às crianças. Somos conscientes desse dano e não retrocederemos quanto ao tratamento desse problema e às sanções necessárias", manifestou o Sumo Pontífice.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Filho de Jango defende projetos da esquerda brasileira


O ex-deputado João Vicente Goulart participou de uma entrevista coletiva organizada pelo Instituto Barão de Itararé, em São Paulo, capital, nesta quinta-feira (10). Dentre os assuntos discutidos ganharam destaque as defesas de João pelas conquistas da aprovação do Marco Civil da Internet e do avanço para o fim do financiamento privado das campanhas políticas eleitorais. 

Ramon de Castro, para Rádio Vermelho


quinta-feira, 10 de abril de 2014

Dilma entrega moradias do Minha Casa Minha Vida

 

A presidenta Dilma Rousseff entregou nesta sexta-feira (4), em São José do Rio Preto (SP), 2.508 unidades habitacionais do Minha Casa Minha Vida.


Beneficiada fica emocionada após receber visita e chaves da casa própria das mãos de Dilma:



Dilma entrega 2.508 unidades do Minha Casa Minha Vida em São José do Rio Preto:
 

Senado aprova criação de CPI ampla para a Petrobras


Sob protestos da oposição, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do Senado, aprovou, em votação simbólica, o relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR) favorável a uma Comissão Parlamentar do Inquérito (CPI) da Petrobras ampla, que investigue não apenas a estatal, mas também denúncias de irregularidades nos metrôs de São Paulo e do Distrito Federal e no porto de Suape, em Pernambuco. 


quarta-feira, 9 de abril de 2014

Centrais sindicais realizam grande ato em defesa de mais direitos

Cerca de 30 mil trabalhadores ocuparam as ruas de São Paulo em defesa de mais direitos e qualidade de vida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A 8ª edição da Marcha da Classe Trabalhadora aconteceu na manhã desta quarta-feira (9) na capital paulista e nas principais cidades do país. O ato contou com ampla representatividade das centrais sindicais, entre elas a CTB. Cerca de 30 mil trabalhadores ocuparam a Praça da Sé e marcharam em direção à Avenida Paulista para o grande ato político em defesa de mais direitos para a classe trabalhadora. 

Por Mariana Serafini, do 
Vermelho

A PETROBRAS NOS GOVERNOS DO PT E ALIADOS NO BRASIL

Há um amontoado de ataques à Petrobrás ocorrendo por conta da disputa eleitoral, por isso considero ser de enorme importância apresentar dados que mostram que a Petrobrás está mais forte com os governos do PT. Os números estão na imagem e são prova de um avanço significativo que não pode ser negado. Em dez anos, a produção de barris dobrou, o valor de mercado é quase nove vezes maior e a receita cresceu mais de 300%. Em nota, a Federação Única dos Petroleiros fez uma excelente consideração sobre o assunto: a oposição tem feito da Petrobrás o ringue das disputas eleitorais. Sou completamente favorável à investigação dos supostos erros e irregularidades na gestão da estatal, cobrando transparência, responsabilização e Justiça. No entanto, os ataques com finalidades eleitoreiras são absurdos na medida em que desejam forjar um retrocesso à maior empresa brasileira.
Facebook de Damião Lucena

terça-feira, 8 de abril de 2014

Filhos de perseguidos políticos recebem homenagem após 50 anos



Na tarde da sexta-feira (4), ocorreu, na Câmara Municipal de São Paulo, a solenidade de abertura da 81ª edição da Caravana da Anistia, Dedicada às filhas e aos filhos de perseguidas e perseguidos políticos. O evento foi uma parceria da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça com a Câmara de Vereadores paulistana, a Fundação Maurício Grabois e a Comisssão da Verdade Rubens Paiva, do estado de São Paulo.




Colaboraram com este vídeo: Cesar Xavier, Joanne Mota e José Carlos Ruy.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

VOCÊ SABIA?


Ucranianos orientais proclamam República Popular de Donetsk


Manifestantes contrários aos novos governantes impostos na Ucrânia proclamaram nesta segunda-feira (7) a República Popular de Donetsk, no sudeste do país, durante uma reunião realizada na sede da administração regional da cidade.

Espetáculo se inspira na vida e obra de Che Guevara


Che Guevara e dança, a Cia Carne Agonizante provou que a união destes dois elementos é possível. O espetáculo “Estado Independente” é inspirado na política e poética revolucionária de um dos principais líderes da Revolução Cubana, o comandante Che. 


Reprodução
Estado Independente baseia-se principalmente na figura lendária do guerrilheiro “cidadão do mundo”
Estado Independente baseia-se principalmente na figura lendária do guerrilheiro “cidadão do mundo”
Dirigido por Sandro Borelli, o espetáculo teve sua pesquisa e criação apoiadas na revolução política e poética proposta por Ernesto Che Guevara nos anos 1950 e 60, na figura lendária do guerrilheiro “cidadão do mundo” (como ele próprio se definia), e na sua permanência no imaginário coletivo como um personagem de espírito incorruptível, indomável, e disposto a lutar contra a injustiça social.

O espetáculo está em cartaz no Kasulo Espaço de Cultura e Arte, na capital paulista até dia 20 de abril. A entrada é livre. 

Da redação do Vermelho